Restaurante Madame Bardot – Armação de Búzios

Fomos jantar ao Restaurante Madame Bardot, localizado na Orla Bardot e com uma linda vista, não pudemos aproveitar tanto porque estava chovendo na hora… mas ainda assim foi um ótimo jantar com música ambiente ótima e excelente comida.

Optamos pelo Bobó de Camarão para duas pessoas, acompanhado de arroz e farofa.. nem preciso dizer que amei matar as saudades desse prato que é um dos meus favoritos.

De sobremesa pedimos o strudel de maçã e a terrina de chocolate, ambos muito bem feitos e deliciosos, confira nas fotos

Até a próxima em Naboavida.blog…

Dia 1 e 2 – Roma e Vaticano

Finalmente começamos a viajar após a pandemia…que saudades que eu tinha de uma aeroporto… ADORO!!! Decidimos começar por algo perto…pela Europa…e fomos para Roma!

No percurso que fizemos em Outubro/2021 pela Itália, chegamos em Roma ao fim do dia de sábado e partimos na 2ªf pela manhã para os próximos destinos… acabamos o percurso com a última noite novamente em Roma…para fecharmos as férias. Se quiserem conferir todo o percurso, veja no post do Percurso na Itália Pós Pandemia.

Não era minha primeira vez em Roma, sendo assim mais fácil para definir o que vale a pena ver… aonde vale a pena entrar… para termos tempo suficiente para passear e ao mesmo tempo desfrutar a vivência dos italianos, curtir a gastronomia… algo que apreciamos muito…

Ficamos hospedados no centro de Roma, o que facilitou bastante a deslocação… literalmente “largamos” as malas no hotel e saímos para aproveitar a noite de sábado em Roma…jantar, comer pizza e o primeiro gelado (de muitos) em Itália e darmos um passeio pelos principais pontos turísticos… que por um acaso eu já tinha visto de dia mas nunca tinha visto a noite… com certeza foi uma nova experiência… pegamos um tempo fantástico para caminhar a noite…

Jantamos ao lado da Fontana de Trevi… no restaurante Pizza in Trevi… e começamos com a saga das pizzas e massas… optamos por provar a bruscheta tradicional e pelas pizzas carbonara e de salame…acabando numa gelateria com um fantástico gelado…

A foto na Fontana de Trevi sempre bastante complicada de tirar devido ao grande número de turistas no local…

Em seguida fomos à Piazza de Spagna… que por um acaso, encontrei pela primeira vez vazia… Em Roma parece que a pandemia encontra-se ultrapassada… muita gente nas ruas e restaurantes. Nas ruas vemos muitas pessoas com máscara, e sempre que víamos algum aglomerado usávamos também, não dá para arriscar…

Como de costume… fui até ao Hard Rock Café comprar o meu copinho de shot para a coleção que faço… já devo ter mais de 20 copos de shot do Hard Rock Café por onde passei pelo mundo a fora… e agora tenho mais o de Roma…que ainda me faltava,,,

No dia seguinte (dia 2), começamos o dia cedo… após tomar o pequeno almoço perto do hotel, fomos direto ao Coliseu… de forma a estarmos liberados por volta das 11:00/11:30 para assistirmos a missa do Papa ao Meio dia na Praça de São Pedro… Afinal, ir a Roma e não ver o Papa… não é a mesma coisa..

Para irmos para o Vaticano, nos deslocamos de metro, apanhamos mesmo em frente ao Coliseu, na estação de mesmo nome (Colosseo)…

Chegamos na hora certa para passarmos a segurança a tempo e assistir a missa.. Em 2004, quando estive no Vaticano ainda era o Papa João Paulo II, a missa se assistia sentada na Praça de São Pedro e o Papa passava no Papamóvel… Esse ano, a experiência foi completamente diferente… e posso dizer que foi muito emotiva… é uma ótima energia estar no Vaticano e assistir a missa realizada pelo Papa… linda mesmo!!

Claro que fomos visitar a Basílica de São Pedro… é linda e grandiosa… estava ocorrendo outra missa no interior da Basílica… Desta vez não tive tempo para visitar o Museu do Vaticano… já tinha ido em 2004… mas Vale a pena! e também não subi à cúpula, mas é uma opção que fiz em 2004… São muitos degraus a subir, sem hipótese de desistência…

Na parte da tarde optamos por retornar a pé, para concluir a visita ao Coliseu e ao Fórum Romano e o Italiano… Na volta, passamos pelo Castelo de Santo Ângelo… é um castelo localizado na margem direita do rio Tibre, diante da Ponte de Santo Ângelo. O Castelo encontra-se construído sobre as ruínas do antigo Mausoléu de Adriano, e atualmente é um museu aberto a visitação.

Ao atravessar a Ponte de Santos Ângelo fomos em direção à Piazza Navona, também um dos monumento mais procurados em Roma…e disputado para se tirar uma foto… em seguida o Panteão…

Ao sair da Piazza Navona encontramos uma loja de Tiramisu… com nada mais… nada menos do que 102 receitas de Tiramisu. são preparados na hora de acordo com as suas escolhas… vejam que delicia!!!!

Para fechar a tarde, fomos finalmente acabar a visita da região próxima ao Coliseu,,, visitando o Foro Romano e o Foro Italiano… podem conferir nas fotos como é interessante essa visita… vale a pena fazer o passeio e se deixar viajar no tempo…e imaginar como pode ter sido no passado…

Ao fim do dia… fomos para Trastevere… parece o Bairro Alto de Roma… movimentado e bem frequentado… delícia o bairro… musica pela rua… um Aperol frizz para abrir o apetite…e jantamos numa esplanada muito gira… confiram nas fotos dos pratos… fetuccine al ragu e gnocchi 4 fromaggio e tartufo… muito bom!! Não podíamos deixar de provar o tartufo de sobremesa… vale a pena!!

Depois voltamos andando para o hotel… e aproveitamos para ver os monumentos a noite… confiram como é lindo!

Finalmente chegamos no hotel para descansar… mas andar para conhecer novos lugares está sempre valendo e vale muito a pena…

Até o próximo post em Naboavida.blog.. com o dia 3 da nossa viagem… que nos levará a Pienza, Siena e San Gimignano..

Turquia Espetacular – Férias (Dia 1 – Istambul)

Dia 1 – Istambul

O nosso primeiro dia de excursão foi pela cidade de Istambul, com especial incidência para a zona histórica, aonde pudemos ver as casas tradicionais de Istambul… feitas de madeira… essas casas tinha uma curiosidade… os balcões sobressaídos para que fosse possível ver a porta de entrada… como podem observar abaixo…

O passeio teve como ponto de partida a Praça de Sultanahmet que ocupa atualmente o lugar do antigo Hipódromo Romano (330 d.C.) e do qual ainda podemos ver alguns vestígios como é o caso do obelisco egípcio e da coluna serpentina.

Após, fomos à Mesquita Azul, com os seus seis minaretes e níveis de cúpulas. É um dos edifícios mais marcantes da cidade. Construída como uma rival islâmica para Santa Sofia, em 1609, é um dos melhores exemplos da arquitetura otomana.

Um pouco mais de informação sobre Mesquita Azul ou Mesquita do Sultão Amade (em turcoSultanahmet Camii) é uma mesquita otomana de IstambulTurquia. Foi construída entre 1609 e 1616 e está situada no bairro de Eminönü, no distrito de Fatih em frente da Basílica de Santa Sofia da qual se encontra separada por um formoso espaço ajardinado. É a única mesquita de Istambul que possui seis minaretes.

A Mesquita Azul é um triunfo em harmonia, proporção e elegância. Construída em um estilo clássico otomano, o seu magnífico exterior não faz sombra a seu suntuoso interior. Uma verdadeira sinfonia de belos mosaicos azuis de Iznik dão a este espaço uma atmosfera muito especial. Os imperadores bizantinos construíram um grande palácio onde se encontra hoje a Mesquita Azul. Em 1606 o sultão Amade I quis construir uma mesquita maior, mais imponente e mais bonita do que a Igreja de Santa Sofia.

As mesquitas geralmente eram construídas com um intuito de serviço público. Existiam diversos prédios ao lado da Mesquita Azul que incluem: escola de teologia, uma sauna turca, uma cozinha que fornecia sopa aos pobres, e lojas (o Bazar Arasta), cujas rendas se destinavam a financiar o complexo.

A mesquita foi revestida com azulejos azuis e possui ricos vitrais também do mesmo tom. Não há figuras no interior da Mesquita pois os muçulmanos não cultuam imagens.

Ao entrar na Mesquita é necessário tirar os sapatos. Shortes, minissaias, bermudas ou camisetas sem mangas não são recomendados. Funcionários da mesquita fornecem uma espécie de canga para cobrir as partes do corpo que desrespeitam a religião muçulmana. Ela tem 43 metros de altura.”

Neste dia, assim como em todos os outros, estava um calor muito grande… e um aviso que nos deram foi para evitar roupas decotadas e curtas… resumindo… passei um calor enorme!!! Apesar da roupa ser “decente”… tive que vestir uma saia lindaaaaaaa por cima das calças… e colocar a écharpe como véu…Podem conferir nas fotos a figurinha que eu estava fazendo…com minha écharpe colorida…

Tivemos uma cena muito engraçada dentro da mesquita… resolvemos sentar no chão para descansar e tirar fotos… quando vemos… tinha uns chineses tirando foto da gente….e do nada…para um grupo de turistas em volta da gente… resultado… não conseguíamos levantar para ir embora enquanto o guia não acabou todo o discurso… claro que não conseguia parar de rir… e via o Rui passando e nos procurando… claro que não nos encontrava porque estávamos lá no meio…. impossível sermos vistas…admirem nas fotos abaixo os vitrais…

Na praça ergue-se outro magnífico monumento, a basílica de Santa Sofia, um dos maiores edifícios do mundo bizantino. É famosa pelo seu tamanho impressionante, arquitetura marcante e belos mosaicos e frescos. Construída no século VI como catedral, permaneceu como a igreja mais importante do cristianismo durante mais de 900 anos. No século XV, Mehmet II conquistou a cidade e converteu este edifício em mesquita. Assim permaneceu durante 481 anos, até a fundação da República turca laica, em 1934, altura em que foi transformada em museu.

No caminho entre a Mesquita e a basílica era um mar de gente… quase impossível tirarmos uma foto sozinhos… aliás…em qualquer lugar nesse dia era uma luta tirar fotos sossegados…

Fizemos também a visita à Cisterna bizantina da Yerebatan, a reserva de água mais importante da cidade na época bizantina (construída no século VI). A Cisterna é história nos subterrâneos…é a maior das cisternas da cidade com capacidade de armazenar 80,000 metroscubicos de água. Pela grandeza de área que cobre a cisterna, também é mencionada como “Palácio Submerso” em muitos livros. Na antiguidade, as cisternas eram essenciais em períodos de seca ou durante a invasão do inimigo, dava para virar o jogo dos Bizantinos tendo autonomia de agua.

Foi contruída pelo imperador Justiniano durante época dourada do lmperio. Era o principal reservatório do palácio, alimentado pelo aqueduto romano. No total tem 336 colunas, colocados a cada 4 m.

Ao fundo e à esquerda fica a principal atração da visita. Duas esculturas de cabeças de medusa servem de base para duas pilastras, uma deles está de cabeça para baixo, a outra deitada de lado. Os motivos pelos quais as medusas foram usadas para sustentar essas duas colunas e por que elas estão posicionadas essa forma permanecem desconhecidos.

Há quem diga que tenha algo a ver com manter maus espíritos e energias longe dali. Outros afirmam que na verdade elas foram reaproveitadas de uma construção do Império Romano. Seja como for, elas ajudam a manter a atmosfera misteriosa do lugar.

Muitos séculos se passaram entre o redescobrimento das cisternas e a abertura para a visitação pública. Foi apenas em 1987 que a prefeitura de Istambul resolveu limpar, restaurar e explorar o potencial turístico do local. Hoje, podemos acessar a cisterna através de uma entrada próxima à Hagia Sofia. Após descer um lance de escadas em direção ao subsolo da cidade, é possível explorar a construção através de passarelas construídas em toda sua extensão.

Perto das Medusas há uma fonte dos desejos, uma parte da galeria onde você pode jogar uma moeda e fazer um pedido (apesar de que as pessoas fazem isso em qualquer lugar, como vocês podem ver na foto acima). Eu fiz um pedido…você faria?

Atravessaremos a famosa ponte do Bósforo que liga a Europa à Ásia para uma visita panorâmica do lado asiático da cidade.

Em seguida fomos visitar o Palácio de Topkapi… que foi residência de sultões por 4 séculos…

O mais curioso é que pela dimensão das divisões e números de assentos encontrados nas divisões, nos diversos sofás… consegues imaginar o harém espalhado pelo jardim e repousando nessas diferente salas… confira pelas fotos… o jardim é lindo!!

Para completar tem a vista do Bósforo…uma paisagem muito bonita…com uma vista linda…

Para encerrar o dia, tivemos tempo livre no Grande Bazar, um dos maiores mercados cobertos do mundo, com 60 ruas e 5.000 estabelecimentos comerciais, que atrai entre 250.000 e 400.000 visitantes diários.

É bem conhecido pela sua joalharia, cerâmica pintada à mão, tapetes, bordados, especiarias e lojas de antiguidades. Muitas das lojas no bazar são agrupadas por tipo de bens, com áreas especiais para couro, jóias de ouro, etc.

Do lado de fora do Grande Bazar, assim como em diversos pontos da cidade, podíamos ver os “sorveteiros acrobatas” que brincavam com os clientes e com os cones de sorvete… fazendo malabarismos com os sorvetes…como podem verificar

E desta forma encerramos o primeiro dia da excursão… nos próximos iremos visitar os seguintes lugares:

Dia 2 – Istambul / Ankara

Dia 3 – Ankara / Capadócia

Dia 4 – Capadócia

Dia 5 – Capadócia / Konya / Pamukale

Dia 6 – Pamukale / Éfeso / Izmir

Dia 7 – Izmir / Pérgamo / Tróia / Çanakkale

Dia 8 – Çanakkale / Istambul

Dia 9 – Istambul

Dia 10 – Retorno à Lisboa

Em breve o post do dia 2 – Ankara, com dicas de locais a visitar e fotos para confirmarem o que falo…

Espero que tenham viajado comigo por Istambul neste post… Se gostaria de acompanhar essa viagem…não deixe de seguir Naboavida.blog…

Turquia Espetacular – Férias (Dia 0 – Istambul)

Em 2019, resolvemos aproveitar a semana dos feriados de junho para ir de férias à Turquia… sempre tive a curiosidade de conhecer a cultura, as paisagens, a gastronomia, e muitas outras coisas que descobri ao longo da viagem…

Fizemos uma viagem com um total de 11 dias, que começou e terminou em Istambul… Tanto no primeiro quanto no último dia em Istambul tivemos o dia livre, que foi ótimo para descobrirmos por nós mesmo a cidade… aonde na rua principal… muita coisa acontece ao mesmo tempo… é uma cidade com muitos gatos… não é a toa que é um dos símbolos da Turquia…

Optamos, pela primeira vez, irmos numa excursão da Abreu… não me arrependo… gostei muito da viagem… da organização, dos hotéis escolhidos, e dos locais selecionados…

Passamos pelas principais cidades, ficou nos faltando apenas a região das praias… mas para isso seria necessário mais uma semana… e irei detalhar cada dia do roteiro nos próximos posts. O nosso roteiro foi o seguinte:

Dia 0 – Istambul (Dia extra por causa de problemas com os vôos, anteciparam em 1 dia a nossa viagem

No dia livre aproveitamos para explorar as ruas de Istambul, o comércio local, apreciar os gatos espalhados pela cidade, a cultura, a doçaria e as comidas que encontramos ao longo da rua… Andamos do nosso hotel até a margem do Bósforo e almoçamos nos restaurante turísicos sobre o Bósforo… para ser muito honesta… a comida não era nada de especial… turístico de mais!

Em Istambul também podes encontrar o “bondinho/eléctrico” como os de Lisboa… São Francisco… muito giros…que passam pela rua principal do centro de Istambul..

Essa loja de doces e chá era uma loucuuuuraaaa….paramos aí por duas vezes para provar os doces..as baklavas… cada copinho de chá mais lindo que o outro… trouxe de recordação para tomar chá em casa…

Uma loja que achei muito curiosa… foi uma de perfumes, cada uma mais lindo que o outro…e a loja era linda!! para uma perfumaria…parecia que vendiam ouro…de tão bonita que era…

A Torre Galata, passamos por ela mas não chegamos a subir… a fila era enormeee!! vimos e seguimos viagem…

Finalmente na nossa caminhada chegamos as margens do Bósforo… não atravessamos para o outro lado porque já fazia parte da programação d primeiro dia de passeio… então aproveitamos para curtir as ruas sem pressa de voltar pra excursão.. apreciamos as frutas…bebemos os sumos… vimos os instrumentos musicais expostos…fomos as lojas de turistas e as locais também…adorei!!! cada coisa diferente… e lindas… mas como é início da viagem… deixar para o último dia para as compras…e ao longo da viagem…

Na margem do Bósforo encontras os pescadores… e claro muitos barcos e pássaros sobrevoando…

Espero que tenha sentido um pouco do que é Istambul….

Em seguida irei criar um post para cada dia da nossa viagem, que constará do seguinte roteiro:

Dia 1 – Istambul

Dia 2 – Istambul / Ankara

Dia 3 – Ankara / Capadócia

Dia 4 – Capadócia

Dia 5 – Capadócia / Konya / Pamukale

Dia 6 – Pamukale / Éfeso / Izmir

Dia 7 – Izmir / Pérgamo / Tróia / Çanakkale

Dia 8 – Çanakkale / Istambul

Dia 9 – Istambul

Dia 10 – Retorno à Lisboa

A partir de agora irei fazer um post para cada dia dando mais detalhes, com dicas de locais a visitar e fotos para confirmarem o que falo…irei dar a dica e comentar os hotéis em que estivemos hospedados, assim como os contactos.

Se gostaria de acompanhar essa viagem…não deixe de seguir Naboavida.blog… espero que curtam essa experiência!!

Kruger Parque – Africa do Sul

Em 2008, no meu primeiro ano em Angola… aproveitamos um feriado para irmos a África do Sul…fomos a Capetown, Johannesbourg (aonde aproveitei para visitar os meus primos) e por fim fomos fazer o Safari no Kruger Parque… que anos depois descobri que afinal… não era bemmm um safari, visto ser numa área fechada e controlada…em 2015…fiz safaris no Botswana…que ainda irei partilhar aqui…

Este post vou me limitar ao Kruger Parque…em breve…farei um de Capetown… com o “mergulho com tubarão branco”, vista do topo da Table Mountain, Baleias a saltar….e por fim uma visita as vinhas…

No Kruger optamos por ficar no hotel no portão do Parque… ficamos no Protea Hotel Kruger Gate – Marriot… agendamos um safari noturno no dia para o dia em que chegamos e um de 1 dia inteiro para o dia seguinte… Conseguimos atingir o nosso objetivo, ver o Big 5 (Elefante, Rinoceronte, Leão, Leopardo, Búfalo).. claro que o safari não se limitou a esses animais, vimos gazelas, macacos, hipopótamo, girafas, hiena e muito mais…

Do safari noturno o que mais gostei e recomendo… é o por do sol na savana… lindoooooo… de noite é mais complicado de ver os animais… ja estão se recolhendo… vimos hiena….disseram que tinha um leão… que eu nao consegui ver…. e pouco mais…

Muito diferente do que aconteceu no dia seguinte…quando vimos todos os animais… uma recomendação… muito vão com carro próprio… nós optamos por um safari privado…éramos 3….então foi ótimo..cada uma ia num banco com a possibilidade de tirar foto dos dois lados…Além da segurança que senti em ter um guia e poder estar num carro aberto mais próximo dos animais… os guias se comunicam dentro do parque e sabem aonde os animais costumam a estar… senão seria muito difícil em apenas 1 dia ver todos os big five e mais os outros animais… e os big five….vimos mais de uma vez…

Almoçamos numa área de restaurante que se encontra dentro do parque… como expectável…. paga-se caro e não comemos nada de especial….foi mais um lanche….depois jantamos bem no hotel !!

Não podia deixar de partilhar um momento único, em que vimos o leão se espreguiçando e virando… maravilhas da natureza!!

Espero que tenha viajado comigo nessa aventura… qualquer informação, apesar de ja ter sido em 2008, se puder ajudar…estou a disposição… Se gostou deixe seu like…. ou comente…Naboavida.blog

30 anos da Queda do Muro de Berlin

Em 2013 tive o prazer de visitar Berlim e estar perto do muro e de partes que ainda se encontram pela cidade… confiram algumas fotos

Espero que tenham recordado um pouco da história da Alemanha… você já esteve em Berlim ? Curta um pouco das imagens que trouxe… Naboavida.blog

Namíbia – Uma voltinha por Swakopmund – Walvis Bay

Durante minha estadia em Angola, tive a oportunidade de visitar a Namíbia. Sendo assim, o post de hoje será dedicado à 2ª cidade mais populosa da Namíbia –  Swakopmund, perdendo apenas para a sua capital Windhoek.

Como decidimos fazer a viagem de última hora, durante a Semana Santa de 2015, seguimos as indicações de uma agência de viagem localizada na Namíbia, Dunas Safari , que recomendo!! O atendimento foi ótimo e as indicações idem, nossa programação abrangeu Swakopmund – Walvis Bay, Sossuvlei e Windhoek, incluindo o passeio de balão no deserto. Como tínhamos apenas 4 dias, optamos por não fazer a zona dos safaris, o Parque Nacional do Etosha, visto eu ter ido ao Parque do Chobe (localizado no Botswana) no ano anterior.

Alugamos um carro (condução mão inglesa) para realizar a viagem, apesar das estradas principais serem boas, recomendo que aluguem um jipe 4×4, visto as estradas que dão acesso ao deserto serem mais acidentadas (estradas de terra / cascalho), o que facilita estourar pneus e avariar os carros se for carro pequeno. Não tivemos qualquer problema durante a viagem, mas convém tomar certas precauções de marinheiros de 1ª viagem… evitávamos estradas acidentadas no período da noite, para não termos problemas. Ter em atenção também, que pela grande dimensão do país, muitas vezes as viagens entre um destino e outro tem 200, 300km… por isso…é melhor programar bem as distâncias, tipo de estradas e calcular o tempo necessário de deslocação.

Assim que chegamos a Aeroporto Windhoek, apanhamos o carro alugado no aeroporto e seguimos em direção a Swakopmund, pela Rodovia B2. Foi uma longa viagem, que nos levou a fazer parte do trajeto a noite. Apesar da estrada ser boa, como não estávamos acostumados a dirigir com a mão inglesa e o tráfego era bastante intenso, levamos muito tempo até chegar e a viagem se tornou demasiado cansativa, visto ser uma estrada “sem vista” para apreciar.

Em Swakopmund, ficamos hospedados no Hotel Eberwein, era um hotel 3 ***  bom e acolhedor… tinha opções de restaurante próximo do hotel e de minimercado também, aonde sempre aproveitávamos para comprar água para ter no carro (recomendo devido ao calor).

Logo pela manhã do 2º dia fomos visitar ver os flamingos que se encontram ao longo da costa… visual fantástico…confiram pelas fotos abaixo

e fomos até as salinas…

No período da tarde aproveitamos para ir fazer o passeio de moto 4 (quadriciclo) com a Desert Explorers pelas dunas…

Apesar de todos acharem que a Namíbia se resume a Safari no Etocha ou Passseio ao deserto em Sossuvlei… o que acham de Swakopmund? Eu adorei!!!

Além do passeio, também podem ver alguns animais… como a Arara e os lagartos…

Ahh e recomendo vivamente que experimentem comer ostras…são fantásticas!!!!! e podem almoçar ou jantar nos restaurantes próximos do Pier… come-se lindamente!!!

Espero que tenham gostado dessa experiência…e se precisarem de dicas, estejam a vontade… deixem seus comentários e seus Likes, caso tenham curtido a experiência…

Até breve… NaBoaVida.blog…

Projeto TAMAR – Praia do Forte – Bahia

Em 2005, tive a oportunidade de estar em Salvador e ir visitar a Praia do Forte, e o que me levou a ir até lá foi a possibilidade de ver o Projeto TAMAR.

O Projeto TAMAR não se restringe apenas à Praia do Forte, encontra-se em diversos pontos ao longo da Costa do Brasil, indo desde Santa Catarina até Sergipe. Até o momento, só tive oportunidade de visitar um dos pontos, que foi a Praia do Forte na Bahia.

A Missão do Projeto TAMAR é a seguinte:

“O Projeto Tamar foi criado em 1980, pelo antigo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal-IBDF, que mais tarde se transformou no Ibama-Instituto Brasileiro de Meio Ambiente. Hoje, é reconhecido internacionalmente como uma das mais bem-sucedidas experiências de conservação marinha e serve de modelo para outros países, sobretudo porque envolve as comunidades costeiras diretamente no seu trabalho socioambiental.

Pesquisa, conservação e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil, todas ameaçadas de extinção, é a principal missão do Tamar, que protege cerca de 1.100km de praias, em 26 localidades em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso desses animais, no litoral e ilhas oceânicas, em nove estados brasileiros.

O nome Tamar foi criado a partir da combinação das sílabas iniciais das palavras tartaruga marinha, abreviação que se tornou necessária, na prática, por conta do espaço restrito para as inscrições nas pequenas placas de metal utilizadas na identificação das tartarugas marcadas para diversos estudos.

Desde então, a expressão Tamar passou a designar o Programa Nacional de Conservação de Tartarugas Marinhas, executado em cooperação entre o Centro Brasileiro de Proteção e Pesquisa das Tartarugas Marinhas-Centro Tamar, vinculado à Diretoria de Biodiversidade do Instituto Chico Mendes da Biodiversidade-ICMBio, órgão do Ministério do Meio Ambiente, e a Fundação Pró-Tamar, instituição não governamental, sem fins lucrativos, fundada em 1988 e considerada de Utilidade Pública Federal desde 1996″

Não foi complicado ir até a Praia do Forte, fui de ônibus da Linha Verde, naquela altura (2005) foi super tranquila a viagem e foi um ônibus direto, que apanhei na rodoviária em Salvador, e no retorno fiz o mesmo…

Para quem chega a partir do Aeroporto de Salvador, vale a pena ir direto para a Praia do Forte….visto estar a 55km do Aeroporto… bem mais perto do que vir de Salvador… O post do blog vidasemparedes tem bastante dicas… recomendo que leiam, porque tenho receio de dar alguma informação desatualizada, visto ter feito esta viagem em 2005… dão dicas de local para ficar, como chegar e o que fazer… sugiro que vejam o link…

O mais legal do passeio, além da paisagem fantástica e da água quente da Praia do Forte, foi ver e ter “contacto” com as tartarugas e conhecer as espécies que o Projeto controla e acompanha…

Se você gostou do post, deixe seu Like, você gostaria de visitar também a Praia do Forte e o Projeto TAMAR?? Deixe seu comentário…

Se necessitar de alguma informação adicional, estou a disposição para ajudar… Até breve, no próximo post NaBoaVida.blog….

Ahh Paris…Paris!!! Que animação Domingo à tarde…

Domingo à tarde em Paris…podia ser monótono… olhar o Sena…visitar a Torre Eiffel e os muitos monumentos e museus existentes em Paris…Mas pode ser muito mais do que isso…

Pode ser uma tarde dançante, pode-se ver casamentos, festas privadas em barcos ao longo do Sena…ou pode admirar mesmo um barco ou outro que foi transformado em casa, bar, ou quem sabe apenas um jardim…

Depois da visita à Torre Eiffel , fomos fazer o passeio de barco pelo Sena…até pensei…xiii…tão piroso passear de barco (uma vez que vai o casal e mais 200 pessoas juntas…ou seja…o romantismo facilmente poderia ficar de lado… mas digo… não ficou…e no final estávamos dançando Edith Piaf em pleno barco…

Não pensamos no momento da escolha do barco, mas demos muita sorte de não ir nos que tem as cadeiras como se fosse uma “escola”, fomos num que os bancos corridos ficam virados para fora do barco e mais sorte ainda que o barco não estava cheio e fomos em pé todo o tempo apreciando a paisagem (que nos surpreendeu) e até tinha espaço para dançarmos… Bateaux Parisiens

Optamos por ir ao fim do dia para ver o sol baixando no barco…Não vimos o sol se pôr, mas vimos muito mais, grupos dançando e tocando:

ou casamento e festas…

e como não podia deixar de ser..admiramos os atractivos de Paris…como a Catedral da Notre-Dame, Musée d’Orsay, Musée de l’Armée e como não podia deixar  de ser a Torre Eiffel (em breve irei criar um post especial para a Torre)…

Quando desembarcamos tivemos a agradável surpresa de ter uma banda tocando e uma galera dançando fox trot em frente aonde desembarcamos. Não íamos perder a oportunidade e fomos pra lá dançar e nos divertir um pouco mais…ainda mais!!!

Não é o máximo o astral ?? Pra quem não conheço recomendo o Sena a tarde..

Como podem ver…não é necessário rios de dinheiro para se divertir… boa disposição é o que é preciso!!!

Espero que tenham gostado da partilha de um fim de tarde bem passado!! Até breve!!!! Ainda tem Torre Eiffel e Versailles por vir!!

Chipre – O dia do Mergulho Fantástico (Kyrenia Boat)

Chipre? Se alguma vez pensei em ir ao Chipre? Pra ser muito honesta..Não!

Mas…naquela máxima de ‘se não conheço quero conhecer’ lá fui eu! Uma amiga (Dorita)  lançou o desafio … e se fôssemos ao Chipre?

Borá lá !!!

Como primeiro post sobre o Chipre vou referir apenas o mergulho que fiz… sempre que vou de férias tento reservar pelo menos um dia para mergulhar… se tiver claro !

Como fiquei em Ayia Napa … logo no primeiro dia fui perguntar se indicavam alguma operadora… porque  mergulho tinha que ter… uma ilha fantástica como aquela só podia ter ótimos pontos de mergulho…. e de fato tem!!!

Combinado tudo com a operadora (Makronisos Diving Club)… justo no meio da viagem quando uma das amigas (Sissi) chegava e a Dorita ia ficar na piscina do hotel fazendo hora … lá vou eu pra mais uma aventura e rentabilizar as férias ao máximo….Fiz dois mergulhos, o primeiro foi num naufrágio (Kyrenia Wreck) e o segundo foi uma saída de praia (Makronissos Beach).

2B7BB404-DE8E-4680-8024-A5C8E36D4F49

O mergulho do naufrágio foi fantástico!!!! … acho que não preciso dizer muito… as Fotos já dizem tudo!! Muitos peixes, visibilidade fantástica e água com temperatura agradável … não era Caribe… mas ótima se comparada com a temperatura das águas de Portugal….

A saída de praia não foi tão interessante mas vi muitos peixes, inclusive moreia…Do segundo mergulho não tenho fotos para partilhar…infelizmente.

Resumindo… mais uma manhã bem passada, na paz do fundo do mar e confraternizando com o mundo subaquático…ADOREI!!!!

Recomendo muito mergulho em Chipre!!!