Restaurante Tombalobos – Portalegre

No último Domingo, durante um passeio pelo Alentejo…  passamos por Portalegre e resolvemos parar para almoçar… Como não conhecíamos nenhum restaurante, nem nos tinham feito qualquer recomendação, resolvemos escolher pelas indicações do TripAdvisor… encontramos o Restaurante Tombalobos e fomos experimentar…

O que achamos do restaurante? Adoramos!!! Segundo quem nos atendeu… o restautrante foi construído numa parte de um antigo convento… daí o tipo de arquitectura encontrada… apesar do estilo do restaurante… é um restaurante alentejano, mas com uma decoração muito atual… com um ambiente  muito acolhedor… Quanto ao atendimento, as pessoas que nos atenderam foram muito simpáticas,  atendimento rápido… não perdemos uma tarde de passeio a almoçar… Não tínhamos feito reserva, mas conseguimos uma mesa bastante simpática… Tinha desde almoços de família a acontecer… até turistas,como nós, que estavam degustando as maravilhas da culinária alentejana…

O menu não é demasiado extenso, mas possui bastante alternativas de pratos… Não fomos muito criativos, ambos optaram pelo porco preto… eu escolhi as barriguinhas de porco preto no forno, com migas de farinheira de acompanhamento…. o Rui optou pelas bochechas de porco preto grelhadas com espinafres e batatas… A carne estava extremamente macia… com um sabor divinal!! tanto um prato quanto o outro… acompanhamos com vinho branco… que para mim…foi perfeito… visto o dia estar extremamente quente… e o vinho branco fresquinho… caiu muito bem!!

O restaurante apesar de ser do “tipo gourmet”… não era gourmet no tamanho das doses… comemos…. partilhamos um com o outro para provarmos os dois pratos… e saímos bastante satisfeitos… optamos por não comer entradas… mas claro… que não deixamos de comer a sobremesa… eu comi o torrão real… um doce conventual… muito bom… mas não ficou nos meus preferidos…. o Rui, para variar, optou pelo leite creme queimado na hora… estava muito bom!!! 

Resumindo…Recomendo!! o preço é bastante justo para o nível da comida que comemos, ambiente e atendimento… se tiverem oportunidade… ao passarem por Portalegre… não deixem de experimentar o Restaurante Tombalobos… se já conhece… deixa seu comentário… e o que achou… se não conhece…. quando for, comente…se concorda ou não comigo…

Espero que tenham gostado…e até o próximo Naboavida.blog… 

Advertisements

Monte Saint Michel

Sabe aquele lugar que você sempre ouviu falar… viu fotos… e diz… gostava tanto de ir lá!! e de repente tenho que ficar um Domingo em Paris por causa do trabalho… e uma amiga me sugere… por que não vai ao Monte Saint Michel? Primeira reação foi… é muito longe… tá doida… vou ficar morta para trabalhar na 2ªf… Depois vou verificar as hipóteses… e as menos cansativas… Existiam 3 hipóteses:

1 – Excursão: em autocarro

2 – Por conta própria – Comboios intercidades

3 – Por conta própria –  TGV

Proponho a uma colega de trabalho o passeio… e vi receptividade… pronto… já tá… agora vamos ter que ir… 🙂

Após verificar as 3 hipóteses, decidimos que o comboio seria menos cansativo… e o TGV apesar de ser mais caro… era o meio mais rápido e menos cansativo… para quem tenha mais tempo… recomendo o intercidade, fizemos um “mix” , fomos nos TGV que sai da Gare de Montparnasse das 08:09 até Dol De Bretagne, com chegada às 10:43 (os tickets podem ser comprados com antecedência na própria gare e também é possível comprar online – TGV = 87 Euros; Intercidade= 27 Euros). Os tickets são comprados “conjugados” com os autocarros (8 euros), tanto o de ida quanto o de volta, tudo correu lindamente… no horário previsto e sem qualquer stress, os transportes realmente funcionam em França… Em Dol de Bretagne, apanhamos o autocarro que nos levava até a cidade de Saint Michel, que dá acesso ao Monte Saint Michel e que também tem uma vanete gratuita que leva e traz até ao monte… e ainda tem como hipótese…ir numa charrete…

Optamos por ir andando até o Monte… e apreciando a linda paisagem… O que acha? Não vale a pena a caminhada?

Na volta, apanhamos o autocarro no mesmo local, partimos às 18:06… em direcção a vila de Villedieu Poelles (chegada às 18:51), e o comboio Intercidade saiu às 19:06, tendo duração de 4 horas (chegada às 22:05 à gare de Montparnasse).

Como podem verificar, a duração da viagem é inversamente proporcional ao preço do bilhete… quanto menos demora… mais se paga… mas valeu a pena a conjugação da ida de TGV e o retorno de intercidades, os comboios são muito confortáveis… não se sente passar o tempo… a paisagem é linda… principalmente a do fim do dia… por isso… mais um prazer do que propriamente uma viagem cansativa… recomendo!!! Estivemos durante 6 horas visitando o monte, o que verifiquei ser suficiente…

Ao chegar a vila de Saint Michel… já estará a apreciar a paisagem fantástica do monte… da ponte que liga ao monte e também poderá observar “formiguinhas” andando pela areia…

É isso mesmo… parecem formigas… diversos pequenos grupos de pessoas fazendo um dos passeios mais cobiçados de quem vai até ao monte… o passeio pelas areias com um guia…. você deve se perguntar… por que preciso de um guia para andar de uma lado para o outro pela areia? as areias anualmente apanham de surpresa alguns turistas e pode ocorrer uma fatalidade… além de não conhecermos bem as marés e podermos ser apanhados de surpresa quando a maré está a encher… também existe o risco de areia movediça… achava que não existia? que era uma lenda… pois não é… existe e pode ser supreeendido no caminho para o monte, a areia é escorregadia e tem pontos de areia movediça… Este passeio não cheguei a fazer, mas ainda volto lá para fazer 3 coisas:

  • Passeio guiado pelas areias
  • Ver o castelo iluminado a noite
  • Dormir dentro do monte para poder assistir o subir e descer das marés

Mas vou relatar o que aproveitei nesse dia… ao entrar nas muralhas do Monte Saint Michel… parece que voltamos no tempo… e estamos algures na idade média… é simplesmente encantador andar pelas ruelas estreitas…

Sempre a subir em direção à Abadia (pode-se comprar o bilhete antecipadamente no site), principal monumento encontrado no monte…. A abadia é desde 1979 classificada como património mundial da UNESCO Agora vou deixar aqui um pouco mais da história:

“O Monte Saint-Michel (francês Mont Saint-Michel) é uma ilha rochosa na foz do Rio Couesnon, no departamento da Mancha, na França, onde foi construído uma abadia (abadia do Monte Saint-Michel) e santuário em homenagem ao arcanjo São Miguel. Seu antigo nome é “Monte Saint-Michel em perigo do mar” (Mons Sancti Michaeli in periculo mari).

Este mosteiro, fortificado no século XIII, integra um conjunto com mais três cidades cujas fortificações e desenvolvimento são notáveis: Aigues-Mortes (1270-1276), ponto de reunião dos Cruzados rumo à Terra Santa, Carcassone, célebre por suas defesas, e Avinhão, sede alternativa da Cristandade (1309-1377). Estas cidades fortificadas, denominadas “bastides” marcavam a fronteira dos reinos ao final da Idade Média, servindo como elementos de defesa e dando ao povo novas oportunidades sociais. Foram construídas mais de 300 só na França, entre os anos de 1220 e 1350. Além das “bastides”, foram projetadas e construídas em toda a Europa, de Portugal à Polônia, e nomeadamente no sudoeste da França, entre 1136 e 1270 aproximadamente, numerosas “villeneuves” (cidades novas), que muito contribuíram para o nascimento e consolidação de uma classe social burguesa.

Arquitetura:

arquitetura prodigiosa do monte Saint-Michel e sua baía constituem o ponto turístico mais frequentado da Normandia e um dos primeiros da França, com cerca de 3 200 000 visitantes por ano. Uma estátua de São Miguel colocada no topo da igreja abacial culmina a 170 metros de altura. Diversos prédios e habitações do sítio são, a título individual, classificados como monumentos históricos (a igreja paroquial desde 1909, por exemplo) ou inscritos no inventário suplementar de monumentos históricos.

A vista a partir da Abadia é linda… neste dia… vimos uma cena bastante curiosa… pessoas fazendo praia nas areias em volta do monte… Apesar do dia ter amanhecido “esquisito”… o sol abriu… e bastante forte!!!

Marés:

O monte era ligado ao continente através de um istmo natural que era coberto pelas marés altas. Ao longo dos séculos a planície alagável em torno foi sendo drenada para criação de pastagens, reduzindo a distância do rochedo à terra, e o rio Couesnon foi canalizado, diminuindo seu aporte de água e acelerando o assoreamento da baía. Em 1879 o istmo foi reforçado e tornou-se uma passagem seca perene. Em 2006 o governo francês anunciou um projeto para tornar novamente o monte uma ilha com a construção de barragens, devendo ser completado em 2012. A última linha de trabalho é agora visível ao pé das muralhas.

Ao longo dos anos… o monte foi sofrendo alterações… ao nível de arquitectura… até chegar ao formato actual…

Podes verificar como estava pela manhã a maré….e como estava ao irmos embora…

Hospedagem e Restaurantes

Ao entrar nas imediações da muralha, fiquei bastante surpresa com a hipótese de poder se alojar no interior do monte, adoraria fazer… e fica nos meus planos para uma próxima visita…

Quanto aos restaurantes, escolhemos para almoçar um com vista para a baía, comemos muito bem!! e por um preço bastante simpático, tinham as “famosas” Formules para o almoço e valia mesmo a pena. Não resisti aos “moules et frites” com um copo de vinho branco a acompanhar… e de sobremesa… tarte normande… adorei!!! Podem conferir nas fotos abaixo 🙂

Espero que com esse post… se você ainda não conhece o Monte Saint Michel… possa conhecer um pouquinho através da minha experiência… que não apenas recomendo… como irei voltar um dia para passar a noite no monte…e fazer o passeio gruiado pelas areias…

Qualquer dúvida ou comentário, estejam a vontade em partilhar… o que eu souber ajudo, o que não souber… posso pesquisar…

Logo ao chegar a vila… encontram um centro de turismo… em que as pessoas que lá estão são super simpáticas e disponíveis a esclarecer qualquer dúvida…

Espero que tenham gostado… de mais um post de Naboavida.blog!! se gostou…deixe seu like!

.

Réveillon em Lisboa – Fábrica Braço de Prata

Esse ano, ao contrário do que tenho o costume, passei o Natal e o Réveillon em Lisboa, e não no Rio de Janeiro com meus familiares… Tenho tido a sorte do tempo e temperatura que tem estado neste inverno… que pelo menos está bastante amena… e se nāo dissesse que era inverno… passava muito bem por primavera ou outono…

O Réveillon, ao contrário de muitos lisboetas que passam na Praça do Comércio, na Expo ou mesmo em Cascais para assistirem a queima de fogos… e outros quantos que pagam valores muito elevados para passarem nos hotéis de renome na cidade… fui passar com um grupo de aproximadamente 20 amigos na Fábrica Braço de Prata, um lugar bastante alternativo… mas que foi muito giro!!! Fui com a expectativa baixa… mas efetivamente superou!! O jantar foi organizado pelas diversas salas e pelo numero de pessoas que as mesas comportavam… não foi nada mal os pratos servidos, no sistema de buffet, tendo inicio por volta das 20h30min… comemos bem e bebemos muito bem e um bom vinho!!! Em seguida, por volta das 22h30m, as salas começaram a ser preparadas para os diversos ambientes que íamos poder usufruir no espaço, aonde tivemos desde dança de salāo até forró, músicas caribenhas, blues… enfim…tinha de tudo um pouco… para todos os gostos…

As 23h30min tínhamos a champanhe disponível para fazer o brinde… e em seguida disponibilizaram a ceia (salgadinhos e pāo com chouriço)… resumindo… nada mal mesmo o serviço!! é uma opção a repetir… caso volte a passar em Lisboa… senāo continuo com a minha tradição do branco em Copacabana, a pular as ondinhas… Esse ano me rendi a me vestir de preto… e tive que mentalizar que a cor nāo importa, mas sim o nosso espírito na passagem do ano…e o astral que estamos…

Claro, que o melhor de tudo no Réveillon foi a companhia do namorado e dos amigos, claro!!! Poder brindar com os meus amigos a virada do Ano, ajuda a minimizar a falta que sinto dos meus familiares que se encontram do outro lado do oceano…

No dia 1 de 2019, mais uma vez, o sol apareceu e os termómetros marcavam 19 graus!!!!! Agora sim… fui almoçar a beira mar, na Capricciosa para começarmos o ano saudável… saladinha e uma pizza… mas não resistimos a Sangria de frutos vermelhos…delicia!! em seguida molhar meus pezinhos e pular as 7 ondinhas… antes tarde do que nunca!!! Muita gente aproveitou o bom tempo para dar um mergulho… fiquei pelos pés mesmo!! a água estava demasiado fria para me aventurar a molhar mais do que os pés…

UNADJUSTEDNONRAW_thumb_529e

Por isso, passo aqui, atrasada para desejar um FELIZ 2019!!! e que continuemos Na Boa Vida…que todos tenham um Ano de 2019 com muita saúde, realizações prosperidade!!

Até o próximo post Na Boa Vida…em 2019!!!

 

Foto do dia #2

Vista do passeio marítimo de Algés ao vir almoçar no Siesta… o que acha dessa vista acompanhada de uma Margarita ?

Beco Cabaret Gourmet – Uma Experiência

Diria que nāo é apenas uma jantar… nem apenas um show… mas uma Experiência…

Já tive a oportunidade de estar em outros restaurantes do Avillez… e sempre achei experiências maravilhosas… mas ousaria dizer que nenhuma foi como essa… desde o ambiente… o jantar orquestrado por um excelente show, que decorre em paralelo, em que nada afetava a experiência gastronómica  que estávamos a ter… resumindo.. tudo fantástico!!

Algumas pessoas perguntam… mas nāo é caro? talvez seja… mas se formos relativizar o valor com a experiência que tivemos… diria… Vale e pena!! Nāo é algo que se vá sempre… mas mais uma vez digo… vale a pena conhecer!! Já achava isso do Belcanto, quando lá fui… mas agora fiquei fā do Beco… consegue conjugar o jantar fantástico, que não fica nada a dever ao Belcanto, com um show com muita disposição…

Fomos no meio da semana… um jantar com show que dura mais de 2 horas… e demos sorte de conseguir uma mesa mesmo a frente do palco… claro que mexeram com a gente… desde colocarem a cartola na cabeça… ao Rui levar uma cantada das coristas… claro que tive que a repreender… com muito boa disposição…claro!!! Era difícil ter lugar ruim no restaurante…de todos os lugares via-se tudo… uma boa parte das pessoas eram estrangeiros… tendo 2 mesas pelo menos de brasileiros… e outras com nacionalidades que não consegui identificar…

No show, o “mestre de cerimónia”, que te recebe no restaurante… assim como se despede de você na hora de ir embora… com uma surpresinha… chama-se “Daghu” (nāo sei se é assim que se escreve)… e 3 coristas, que além de cantarem lindamente… uma delas dança mesmo muito bem!! As coristas eram: Inês, Daniela e Sara… As músicas… nos levavam a viajar por diversos países…desde França, Brasil, Estados Unidos…e claro que tinha que acabar em Portugal através do tradicional Fado…

Cada prato é uma surpresa…tudo começa pela rosa… que afinal… também é comestível… ao meio da experiência passa por um muito semelhante a Galinha dos Ovos de Ouro, que havia experimentado no Belcanto…. mas nāo era idêntica… mas delicioso na mesma!! e outras supresas… praticamente impossíveis de descobrir do que se trata… mas todos com sabores únicos e ótimos!!

Chegou a hora das sobremesas… o que será que vem??? depois de ja termos experimentado a piña colada, com batata doce… e mais uma série de ingredientes que nāo sou capaz de descrever… chegou na nossa mesa… um espelho com batons de gelado de beterraba… uma caixa com diamantes (aonde 2 eram comestíveis – gelados) e um colar de pérolas (2 comestíveis – chocolates)…

Ficamos admirando e pensando… poxaaa….dá até pena de comer!! mas vamos lá experimentar… que isso deve estar delicioso… nāo erramos!!! estava mesmo!!

E assim…pensamos ter acabado a nossa experiência… quando a saída do Beco… somos surpreendidos com uma carta (aonde encontramos descrito tudo o que comemos) e uma caixinha de jóia (com um beijo….que parece de chocolate… uma vez que ainda nāo tive coragem de comer…

Resumindo… todo o tempo temos surpresas… e somos antes de mais nada… o centro das atenções dos garços e empregados… extremamente simpáticos e atenciosos… os detalhes e os cuidados existentes são fantásticos… desde o guardanapo de pano com um beijo estampados…até a lembrancinha oferecida na saída…

img_0071

Espero que tenha gostado do post e da experiência que vos recomendo… Se desejar mais informações, deixe seu comentário… se gostou do post…. deixe seu Like!

Até o próximo post Na Boa Vida…

 

 

3 Meses “Na Boa Vida…”

3 meses!!! e já estamos quase no fim do ano!!

Mais um mês muito engraçado em que dedico meus tempos livre, principalmente fim de semana e à noite quando estou em casa a partilhar no blog mensagens positivas e de boa disposição a todos os que podem tirar 10 minutos para ler e prestigiar o blog…boa disposição acima de tudo!!!

Nesse mês, foquei não apenas em viagens…mas também em partilhar com vocês as experiências gastronômicas e recomendar os restaurantes por onde passei… Consegui atingir…sei que ainda é muito pouco…mas para quem começou do zero…os 400 seguidores no instagram… e começar a ter uma rede mais consistente no wordpress, assim como no facebook…

No âmbito da Alimentação (Gastronomia) publiquei:

Diversão/Eventos recomendados:

Férias/Viagem…locais visitados…não necessariamente em Férias…indicados e comentados:

Continuo com a mesma motivação do início…e o facto de estar sempre a aprender para mim, já está valendo… Comecei a receber solicitações de dicas de viagens… comentários queridos dos lugares que posto, amigos me ligando e perguntando sobre restaurantes que postei… começa a gerar uma dinâmica engraçada, que apesar de não ter muito tempo disponível, sempre que posso tento responder no mesmo dia… Encaro o meu blog como uma terapia… visto que é algo que me ajuda a relaxar…e muito… no fim do dia de trabalho…

No próximo mês, vou focar em dinamizar um pouco mais o Pinterest e o Twitter, que neste momento está parado devido a mudança do email que tiver que fazer, por já ter um anteriormente com meus dados pessoais…

Esse post é um resumo do que já aconteceu ao longo deste mês e que espero que se mantenha por muitos mais!!!

Espero que estejam gostando e que continuem seguindo ‘Na Boa Vida…’

Um beijinho para todos e até breve !!!! Ahhh feedback são sempre bem-vindos !!!

Almoço em Domingo Chuvoso – Capricciosa

Domingo chuvoso…o que fazer para nāo ficar em casa o dia todo? Vamos pelo menos almoçar e apreciar o mar… Por isso, escolhemos ir comer uma comidinha leve na Capricciosa de Carcavelos, aonde conseguimos juntar tudo o que desejávamos… ver o mar, uma saladinha e uma pizza para nāo ser tāo light…

IMG_9412

Gostamos de pedir a salada do Chef para partilhar e uma pizza… que desta vez foi a Diávola..vejam o bom aspecto…. peço desculpas porque esqueci de fotografar o pāo de alho… a fome foi maior e comi antes da foto… 🙂

Para acompanhar…uma limonada de frutos vermelhos… faz um match perfeito com o prato!

E você? O que fez no seu domingo chuvoso… ou o que costuma fazer? Deixe nos comentários, o que gosta de fazer…

Espero que goste e qualquer dica, basta solicitar por comentários… até o próximo post… Na Boa Vida….

 

 

2 Meses “Na Boa Vida…”

2 meses!!! e como passa rápido!

Mais um mês muito engraçado em que dedico meus tempos livre, principalmente fim de semana e à noite quando estou em casa a partilhar no blog mensagens positivas e de boa disposição a todos os que podem tirar 10 minutos para ler e prestigiar o blog…boa disposição acima de tudo!!!

Nesse mês, consegui ligar as redes sociais ao blog, facebook e instragram…e pouco a pouco vou percebendo o reflexo que uma tem na outra…basta lançar uma foto nova no instagram, que automaticamente começam a aumentar a visualização e o interesse dos seguidores, interessante perceber o meio e o tipo de interação necessária para crescer…A interação com outros bloggers tem sido bastante interessante, a variedade de temas existentes e as palavras carinhosas que tenho recebido como comentários nos posts e nas fotos tem sido bastante gratificantes…

Esse post é um resumo do que já aconteceu ao longo deste mês e que espero que se mantenha por muitos mais!!!

img_7870

Espero que estejam gostando e que continuem seguindo ‘Na Boa Vida…’

Um beijinho para todos e até breve !!!! Ahhh feedback são sempre bem-vindos !!!

 

Macarons !!! A pastelaria francesa… que delícia!!!

Em todo lugar que você passa em Paris, encontra uma boa pastelaria, com bons doces, bons croissants e em muitas encontramos os famosos macarons!! Digo… mas sou suspeita por adorar doces… são mesmo deliciosos!

O pior é quase toda semana me deparar no aeroporto de Orly antes de ir embora, com duas lojas especializadas em macarons… No início não resistia… agora já consigo 😃

Até na Torre Eiffel tivemos o prazer de brindar a sua linda vista comendo um delicioso macaron de caramelo!

Vou deixar de torturar vocês com texto e torturar com imagens… espero que gostem… e se tiverem oportunidade… provem porque vale mesmo a muito pena… encontramos muito bons também em Lisboa!

Que passeio fazer próximo de Lisboa em 1 dia?

Existem diversas opões de passeio a fazer por alguém que esteja hospedado em Lisboa, hoje vou apresentar um que fiz no sábado junto com um casal de amigos que estava visitando Lisboa.

Aproveitando que já não era época balnear e que o tempo estava bom, fomos fazer a seguinte volta Lisboa – Cabo Espichel – Sesimbra – Serra da Arrábida – Setúbal.

A meteorologia previa para o fim do dia a Tempestade Leslie, tudo muito bem controlado, tínhamos que estar de volta por volta das 18h para não sermoa apanhados na rua, e não fomos! por 10 minutos!!

Saímos de Lisboa por volta das 10h30 para aproveitar ao máximo o dia, já que já não estamos com os dias tão longos como no Verão. Aproveitamos para atravessar a Ponte 25 de Abril na ida e retornar pela Ponte Vasco da Gama, para que pudessem conhecer ambas as pontes, que não deixam de fazer parte da beleza da cidade e do passeio.

Fomos direto ao Cabo Espichel para verem a beleza natural da nossa costa. Como estava um dia lindo de sol e sem vento! estava um visual lindo e muito agradável para estar ali fotografando e admirando. O Cabo Espichel marca a extremidade sudoeste da península de Setúbal.

No cabo Espichel situa-se o conjunto do Santuário de Nossa Senhora da Pedra MuaIgreja de Nossa Senhora do Cabo, Ermida da Memória, Casa dos Círios, Terreiro no Cabo Espichel, Cruzeiro, Casa da Água e Aqueduto no Cabo Espichel.

Ao sair do Cabo Espichel, fomos em direção a Sesimbra, mas antes demos uma parada no Castelo de Sesimbra, aonde encontramos a Torre de Atalaia, construída durante o reinado de D.Diniz, que servia para vigiar a vila e toda a costa marítima.

Aproveitamos para visitar a Igreja de Santa Maria que ficava dentro das muralhas do Castelo, estava sendo preparada para um casamento. Estava linda a decoração!

Após visitar o Castelo e andar pelas muralhas, fomos em direção a Sesimbra para almoçar. Claro que optamos pelo peixe, na maioria dos restaurante via-se uma montra com os peixes e mariscos super frescos, prontos a serem preparados. Vale a pena referir as sobremesas que comemos, era algo….fantástico!!!! (como podem ver na foto).

Após o extraoordinário almoço, caminhamos pela orla e visitamos o Museu Marítimo de Sesimbra, aproveitando para tirar umas fotos e registar o momento.

Uma vez que já vimos tudo em Sesimbra, continuamos a voltinha. Optamos por não passar por Azeitão porque ninguém era capaz de comer a Torta de Azeitão, por ter comido muito no almoço!!! Mas recomendo…Vá a Azeitão e se deliciem com a tão famosa Torta de Azeitão.

A caminho de Setúbal, optamos por apanhar a estrada de cima, para que pudessemos ter a vista completa das praias da Arrábida, vista fantástica!!!! Tem recuos na estrada, em que podes encostar sem perigo.

Chegando a Setubal, paramos para um café… e para aproveitar a vista da Penínsul de Tróia…Começamos a dar conta que a tempestade estava chegando pelo vento que começou…então resolvemos voltar e fechar o dia passando pela Ponte Vasco da Gama, que seria palco da Meia Maratona EDP no dia seguinte.

Se necessitar alguma dica ou informação, envie mensagem ou faça comentário, responderei com todo o prazer.

Se gostou do post…e apreciou as fotos, deixe seu like!! Até breve com mais posts…sobre a Volta a Espanha no feriado!

Cuba – Havana

Havana ou Varadero? E o que acham de acertar em cheio na semana que o Obama resolveu ir a Cuba e com show dos Rolling Stones gratuito?? Não é qualquer um que acerta justo esta semana… e como descobrimos isso? Quando não tinha nem hotel… nem hostal disponível em Havana nessa semana.

Resolvemos arriscar um apartamento indicado por um dos Hostals (Hostal Peregrino, aonde tomávamos o pequeno almoço). Correu muito bem, era um apartamento simples, mas bem limpinho e os proprietários era um casal de senhores mais idosos, muito simpáticos e preocupados se estávamos bem ou nāo, eles moravam no apartamento ao lado.

Apesar de ir com as expectativas muito baixas, adorei Havana!!! O povo pode não ter fartura, mas fartam-se de cantar, tocar e dançar!!! Acho que todo cubano sabe tocar um instrumento ou sabe dançar… fiquei bastante impressionada com a animação na cidade. Come-se bem e bebe-se bem também! Uns mojitos maravilhosos!!!!

Fizemos tudo o que é recomendado a um turista fazer, fomos aos bares e restaurantes recomendados, tipo La Bodeguita del Medio, Floridita… recomendo ambos!! Almoçamos na Floridita e lanchamos na Bodeguita… tudo ótimo, inclusive os mojitos!!!

Jantamos assistindo o Buena Vista Social Club… Show fantástico e foi muito divertido!! O jantar também superou as expectativas, comida boa, preço justo e adorei ter a oportunidade de ver grandes celebridades cubanas cantando…

Andamos nos carros antigos para fazer o City Tour até a casa/museu do Che Guevara.

Por isso, pouco ficou por fazer ou ver em Havana, mas gostava muito de voltar… é uma cidade muito divertida de se estar e conviver…Recomendo!!!

Quem nunca foi….vá!! e dê prioridade por Havana ao invés de Varadero…No próximo post, falarei um pouco sobre Varadero e minha experiência de mergulho.

Kefir… meu ‘bichinho’ de estimação

Há mais ou menos 2 anos descobri o que era Kefir (um alimento Probiótico produzido através da fermentação do leite de elevado valor nutricional e terapêutico) desde então nunca mais o deixei !!! Esse é o meu bichinho!! Tem bichinhos que fermentam em leite e outros que fermentam ‘em água’… o meu é do leite… qualquer leite serve, desde que possua lactose, que nada mais é o alimento do Kefir.

Por que chamo de bicho de estimação? Porque tenho que cuidar sempre pra ele não ‘morrer’… se vou viajar tenho que me lembrar de colocar no frigorífico para ele parar a fermentação… e até dou ‘cria’ dele!!! Uma vez que o trato tão bem, ele se reproduz muito rápido!!

O que é preciso para ‘criar’ o Kefir? Potes de vidro ou plástico para o  fermentar e 1 coador de plástico para o coar diariamente… Nunca utilizem metal!!! É incompatível!!! e pode matar o Kefir!!!

Diariamente devem coar e voltar a o alimentar com leite (para cada colher de sopa de Kefir, aproximadamente meio litro de leite)…

Quais são os ‘produtos’ do Kefir? Eu faço iogurte líquido diariamente, após coar 24h tenho pastinhas se colocar ervas, sal e temperos… ou tenho iogurte grego se misturar com frutas ou geleia por exemplo…

Os benefícios que eu vejo no meu dia a dia é um ótimo equilíbrio da flora intestinal e a melhoria do sistema imunitário… mas podem consultar na internet e vão achar muito mais benefícios!!!

Resumindo, gostaria de partilhar com vocês esse bichinho que inseri na minha vida e tanto adoro!! Se precisarem de uma cria eu posso doar!! É a única forma de se obter o Kefir, através de Doações!

Espero que gostem desta dica de saúde e bem estar!!!

Deixem comentários… qualquer dúvida podem enviar também!!’

1 Mês “Na Boa Vida…”

1 MÊS!!!!!

Tem sido um mês muito engraçado em que dedico meus tempos livre, principalmente fim de semana e à noite quando estou em casa a partilhar no blog mensagens positivas e de boa disposição a todos os que podem tirar 10 minutos para ler e prestigiar o blog…boa disposição acima de tudo!!!

Tem sido um mês também de muito aprendizado pessoal… nunca tinha criado um blog… nem um site… tudo criado com muita pesquisa e leitura… não sou jornalista nem da área de marketing… por isso classificaria meus textos como espontâneos…quem me conhece pessoalmente… percebe a mistura de português do Brasil com português de Portugal… se é que posso fazer essa diferenciação, só quem já viveu nos dois lugares sabe ao que me refiro….

Esse post é um resumo do que já aconteceu ao longo deste mês e que espero que se mantenha por muitos mais!!!

Um beijinho para todos e até breve !!!! Ahhh feedback são sempre bem-vindos !!!

Festival da Sapateira 2018 – Santa Cruz

Como acontece já há alguns aninhos….Setembro / Outubro é o período do  Festival da Sapateira em Santa Cruz . Comecei a ir por volta de 2010 e já deve ser a 5ª ou 6ª vez que vou… abaixo os meus parceirinhos dos festivais…1ª vez que fui….fui somente com a Vanda directamente de um dia de windsurf na Lagoa de Óbidos…e depois….criou-se o vício! 2014, 2017 e 2018…

 

E o que atrai tanto as pessoas a este festival?

  1. O bom ambiente dos restaurantes nesta altura, mas sugiro reservar com antecedência caso sejam grupos grandes;
  2. A Sapateira fresca!!!! e deliciosa!!!!
  3. O valor de 18,50 euros, sapateira à descrição vale bastante a pena!

Os restaurantes aderentes deste ano (2018) são os seguintes:

Hotel Santa Cruz [R. José Pedro Lopes, Santa Cruz | tlf.: 261 930 330]
La Fontana [Rua Rui Costa Lopes, Santa Cruz | tlf.: 261 933 500]
O Navio 
[Praia do Navio, Santa Cruz | tlf.: 261 937 241]
O Polvo 
[Urbanização do Pisão | tlf.: 261 931 400]
Promar [Praia de Porto Novo, Rua Duque Weelington | tlf.: 261 984 153/261 984 241]
Santa.Come [Pátio Da Azenha,Santa Cruz | tlf.: 261 938 747]

Este ano fui no “O Navio”, conforme nos últimos 2 anos, e continua fantástico! Recomendo!!

Das 2 primeiras vezes fui no Chave d’Ouro, que aparentemente já não participa do festival.

Para que fiquem com água na boca…mas ainda vão a tempo de ir saborear as sapateiras…segue abaixo umas fotos das sapateiras acompanhadas do vinho Gazela branco bem fresquinho. E….para fechar… não deixem de saborear as sobremesas: Bolo de chocolate com bola de gelado (não fui a tempo de fotografar o bolo inteiro….o Rui comeu!!!) e o Carpaccio de Ananás com gelado…eu adorei os dois e recomendo!!!!

DELÍCIA!!!

Ahh …já ia esquecendo de referir o atendimento…foi fantástico por parte das empregadas de mesa e até da dona do restaurante que veio a mesa falar connosco… Será que é porque estávamos bastante divertidos??? se calhar era…e posso garantir que elas se divertiram connosco também !!! Depois de tudo isso…a dona do restaurante nos ofereceu como aperitivo um vinho do Porto para fechar com chave de ouro e não “ficarmos a ver navios” sem um aperitivo…

Resumindo…se ainda não foram…vão !!!! porque vale mesmo muito a pena…Agora….sapateira só ano que vem….porque nem aguento ver uma na frente hoje!!!

Aproveitem!!!! e dêem sua opinião do que acharam!

Até breve!!!

 

Ahh Paris…Paris!!!! Passeando pela Champs Elysées…

Ahh Paris…Paris…é uma cidade que não se cansa de visitar… Já conhecia ? Já tinha visitado? Já!!!! mas o que importa? Cada dia que passo pelos monumentos não me canso de contemplar e de ter a vontade de sacar mais uma de muitas fotos…ainda que iguais…

Estar trabalhando em Paris por um curto período é um privilégio… poder aproveitar pelo menos um fim de semana para revisitar essa cidade linda… é um privilégio maior ainda… Ao longo dos últimos 5 meses tentei curtir Paris como uma parisiense… nem que fosse visitando a cidade através das minhas “corridinhas”… passei por muitos lugares, me deslumbrei ao ver Paris “acender” durante a minha corrida…mas agora fui com calma….visitar….passear… fotografar….enfim….ser turista!!!

IMG_4980